10/11/2017 - 06h09

Pela valorização dos Sindicatos!

Fonte: Força Sindical / João Carlos Gonçalves – Juruna* 


 
Nosso País vivencia um período bastante difícil, de economia estagnada, desigualdades sociais e desemprego, entre outras demandas, mas a classe trabalhadora segue adiante, mesmo sentindo na pele os efeitos que a crise econômica apresenta. É aí que os Sindicatos, representantes legítimos dos trabalhadores, entram em cena.
 
Desde o início do século passado, com o início da mobilização sindical contra as arbitrariedades trabalhistas de então, foram eles os protagonistas das grandes mudanças na relação capital/trabalho em prol dos trabalhadores, assim como a legitimidade das conquistas já alcançadas, como o 13º salário, FGTS, férias e PLR.
 
Um bom exemplo para demonstrar a atuação dos Sindicatos será o “Dia Nacional de Paralisação”, promovido pelas Centrais e que acontecerá, em todo o País, no dia 10 de novembro, por mais direitos, em repúdio à portaria que facilita o trabalho escravo e como resistência à reforma previdenciária. Em São Paulo o ato será na Praça da Sé, às 10 horas.
 
Vale ressaltar que, como os acordos fechados e as conquistas favorecem a todos os trabalhadores, nada mais justo do que todos contribuírem. O valor será decidido democraticamente em assembleias com um mínimo de 10% dos trabalhadores.
 
São os Sindicatos que desempenham o papel de articuladores e mediadores entre as partes na relação capital e trabalho. São eles que orientam, unem, organizam, mobilizam e defendem as bandeiras dos trabalhadores, agindo para a melhoria dos salários, dos ambientes de trabalho, para a manutenção e ampliação dos direitos. Trabalhador isolado não tem força para fazer valer os seus direitos e torna-se presa fácil dos empregadores.
 
Mas o Sindicato não chegará a lugar algum isoladamente. Ele depende da participação dos trabalhadores que representa para alcançar os objetivos dos seus representados. Apenas unidos, Sindicato e trabalhadores, as conquistas tornam-se reais.
 
Sindicalize-se! Sindicalizar-se não é uma obrigação, é um direito da classe trabalhadora! Valorize o seu Sindicato e fortaleça nossa luta!
 
*João Carlos Gonçalves – Juruna
Secretário-geral da Força Sindical e vice-presidente dos Metalúrgicos de São Paulo
 
Imprimir Indique esta notícia Comente

« Voltar
  • Banners
  • Banners
  • Banners

Galeria de imagens

Greve Grupo Rodrimar

Ver todas