12/04/2018 - 05h34

Mulheres precisam trabalhar 91 dias a mais para ganharem o salário anual de um homem

Fonte: Época Negócios
 
#EqualPayDay chama atenção para a desigualdade na remuneração de homens e mulheres
 
Quantos dias uma mulher precisa trabalhar a mais para ter o mesmo salário que um homem teve no ano passado? Ela precisaria ter trabalhado o ano passado inteiro, e continuar indo ao escritório por mais 91 dias (até hoje) para ganhar o que um homem na mesma posição ganhou em 2017. É com essa ideia que o Comitê por Igualdade Salarial dos Estados Unidos (NCPE, na sigla em inglês) instituiu uma campanha em prol da igualdade salarial entre ambos os sexos. Para simbolizar este período de trabalho necessário a mais, o dia 10 de abril de 2018 foi definido como o Dia da Igualdade Salarial deste ano. Nas redes sociais, a campanha incentiva o uso da hashtag #EqualPayDay.
 
O objetivo do comitê é demonstrar como as diferenças salariais ainda são enormes. De acordo com um cálculo da American Association of University Women (AAUW), se o ritmo de avanço entre 1960 e 2016 for mantido, as mulheres só ganharão o equivalente aos homens em 2059. Em 2016, seus salários representavam 80% daqueles do sexo masculino.
 
O Women in Work Index, da consultoria PwC, confirma que as mulheres precisma trabalhar um quinto a mais que os homens para terem os mesmos salários. Uma análise dos dados de países membros da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OECD) mostrou que a diferença salarial nos Estados Unidos estava, em 2016, na faixa de 18% entre os sexos. No Brasil, a renda da mulher é 75,4% da do homem, indicam dados recentes da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua.
 
#EqualPayDay
 
No Twitter, autoridades e personalidades se juntaram à campanha pela igualdade salarial e usaram a hashtag #EqualPayDay. O Comitê ainda pediu para que as mulheres usem a cor vermelha neste dia - uma forma de demonstrar que as mulheres estão "no vermelho" desta conta (a de salários).
 
O senador dos Estados Unidos, Bernie Sanders defende que a igualdade salarial para funções equiparáveis não é uma ideia radical. "É uma questão de justiça básica", disse.
 
Melinda Gates diz que a discussão deve começar com uma análise sobre as razões por trás das diferenças salariais, "incluindo as normas sociais sobre o papel da mulher em casa e o valor de seu trabalho". "No #EqualPayDay, você frequentemente ouve o som mobilizador de que as mulheres merecem salários iguais para trabalhos iguais. É verdade. Mas é também apenas uma parte do problema", afirmou na rede social.
 
Ellen DeGeneres, comediante a apresentadora de TV, também comentou suas impressões sobre a questão da igualdade de salários. E para ela, já estamos atrasados. "O que queremos? Igualdade salarial. Quando queremos? Há 100 anos atrás", ironizou.
 
Imprimir Indique esta notícia Comente

« Voltar
  • Banners
  • Banners
  • Banners

Galeria de imagens

Posse da Diretoria - 2018/2021

Ver todas